22 de mai de 2016


PDM NO #SPFW

Ph Gustavo Henrrique

Acho que um dos sonhos de quem trabalha com moda é um dia ir para o São Paulo Fashion Week, e, esse grande desejo já consegui realizar em minha vida. Por isso vim compartilhar com vocês um pouco dessa experiência.

Sempre sou surpreendida com perguntas: Como você conseguiu ir? Como arranja convites? O que você achou do evento? E por aí vai... Vou responder tudo isso e dar algumas dicas para você chegar lá!

Primeiramente gostaria de dizer que para mim, estar num evento como esse não conta somente como uma questão de status, pois sou uma profissional formada em Design de moda então vivo e respiro esse universo no meu dia a dia durante 24h. O meu intuito é ficar por dentro das principais tendências que as grandes marcas nacionais lançam, observar o street style do público que está na feira, fazer network (porque em minha área isso é tudo!), obter conhecimento e compartilhar com meus seguidores.

Pois bem, então vamos lá responder as perguntas mais frequentes que me fizeram até hoje:

Como você conseguiu ir para o SPFW?

Desde quando entrei na faculdade sempre tive um grande sonho de conhecer São Paulo e conferir de pertinho o evento de moda mais importante da América Latina, que é o SPFW.
Então fui traçando esse objetivo na minha vida, corri atrás de tudo sozinha, busquei informações com alguns conhecidos que já tinham ido, fui fazendo contatos e costumo dizer que no começo foi bem difícil, más nada que seja impossível!
Tive muita sorte por ter feito contatos importantes, e isso até hoje agradeço a Deus por conseguir mantê-los, porque foram eles que me abriram as portas do grande início desse sonho. Aí entra a parte que citei lá em cima, network é o grande lance para quem trabalha com moda!

Como funciona por lá? Precisa de convite? Como faz para assistir os desfiles?

Costumo dizer que ir para o SPFW não é algo tão simples assim, principalmente pra gente que mora muito longe, pois temos grandes custos como; passagem, hospedagem, alimentação, transporte, eu tive a sorte porque tenho familiares que moram em SP, então hospedagem não é algo que entra em prioridade na minha lista de preocupações financeiras.

Para entrar na Bienal, local aonde geralmente é realizado o evento precisa de convite, é um pouco diferente da semana de moda que temos em Fortaleza, o Dragão Fashion, que você precisa de convites somente para assistir os desfiles. Então funciona da seguinte maneira, lá dentro possuem lounges de empresas a maioria delas revistas, onde o convite para o acesso a esse lounge dá direito a entrar na Bienal, mas você não assiste os desfiles, entenderam? Para assistir os desfiles, você precisa entrar em contato com as assessorias das marcas.

Para conseguir um convite no SPFW é mais complicado porque a demanda de pedidos é muito grande e as salas são pequenas, para vocês terem noção, todos os convites vêm com numeração exata da sua cadeira, o negócio é bem organizado. Agora assim, uma vez consegui assistir um desfile sem convite porque a sala não lotou, costumo dizer que foi muuuuuitaaa sorte mesmo! Porque só aconteceu uma vez pra nunca mais e foi no primeiro desfile na parte da tarde, então muitas pessoas não conseguiram chegar a tempo, ou até mesmo podem ter desistido de ir por conta do horário.
Outra vez eu estava em frente à sala de um desfile badaladíssimo de encerramento e uma pessoa que nunca tinha visto na vida me ofereceu um convite, então gente, tem coisas que acontecem ali que não sei explicar, é pura questão de sorte mesmo.
Por isso costumo dizer que chegar até lá não pode ser tão fácil, principalmente pra quem mora longe como eu, mas você estando lá dentro tudo pode acontecer ao seu favor.

A questão dos desfiles já foi desvendada, tudo ocorre através das assessorias e só cabe a você, meter as caras e ir atrás sem pensar em desistir. Já cheguei a ganhar convite um dia antes do desfile acontecer, isso porque eles fazem o mapeamento dando prioridade a imprensa, aí caso vá abrindo vagas, eles entram em contato com os blogueiros.

Costumo dizer que a semana do SPFW para mim é bem tensa, então devido à experiência que adquiri durante essas três temporadas, gosto de deixar a semana que acontece o evento exclusiva só para pegar convites, e me organizo também com relação ao tempo, deixo reservado a tarde/noite para o evento, pois sempre gosto de chegar cedo, dar uma volta, quando tenho convites dou um tempo nos lounges e sem contar que encontramos muitos colegas nos corredores da bienal, ah... tem muitos famosos também, aí sempre rola aquela tietagem básica de fotos e snaps.

Vamos lá recapitular tudo que eu disse, pra ver se não esqueci algo:

1 - Para entrar na bienal precisa de convite SIM! Mas pode ser dos lounges, sendo que esses convites não te dão acesso aos desfiles.

2- Os convites dos desfiles você só consegue entrando em contato com as assessorias das marcas.

3 - Os convites dos lounges você consegue entrando em contato com as empresas que geralmente montam estrutura no evento, no caso: a Glamour, Quem, Vogue, Shopping Iguatemi, GNT, dentre outros que não me recordo no momento.
Geralmente quando visito algum lounge desses citados acima, ou eu ganho dos meus amigos de SP, ou entro em contato com as revistas e eles me cedem. Ganhar convite pra lounge é bem mais fácil, posso garantir isso a vocês. E assim, os lounges costumam ser bem divertidos, sempre rola uns brindes, comidinhas e bebidinhas, sem contar que você tem um contato bem próximo com famosos, porque todos passam por lá, fazem fotos, se divertem, eu particularmente adoro esses ambientes na bienal e passo horas por lá.

Ah, outra coisa bem bacana que o SPFW proporciona a você são os contatos adquiridos por lá. Então fica a dica:

Seja simpático (a)! Pode ter certeza que isso te fará conhecer muita gente, eu mesma tenho vários amigos que conheci no SPFW e mantenho contato até hoje. Sabe aquele lance de ter nariz em pé e se achar porque você está na maior semana de moda do País? Não rola queridan! Baixe sua crista e seja humilde!
Falo isso porque vejo pessoas que se fecham no 'seu mundo' e não procuram se relacionar com outros blogueiros. Essa é uma ótima ocasião para conhecer pessoas do Brasil inteiro e de fazer amizade, então não perca essa oportunidade, porque muitos ali nem sabem da sua existência, quem sabe a "sua fama" não é apenas na sua cidade ou região, e assim, conversando e conhecendo novos contatos, você vai ampliando o seu circulo de amizade. Não custa nada ser simpático e ter humildade!

Outra dica importante é levar cartão de visita, muitas pessoas te abordam para fazer fotos, ou até mesmo na hora daquela conversa básica, é importante haver a troca de contatos e no cartão tem todos os dados necessários, ficando mais fácil da pessoa te seguir nas redes sociais, não esquecer o seu nome e por aí vai. O cartão é algo que não pode ser esquecido de maneira alguma em um evento de moda.

Chegue cedo na bienal, é importante você aproveitar tudo que rola por lá, principalmente se você for só um dia. Mesmo que você vá assistir um desfile às 19h (por exemplo), tente chegar às 16h, porque lá dentro tem muita coisa bacana pra fazer, tem muitos locais legais para bater foto e por aí vai.

Vou encerrando meu post por aqui, espero ter ajudado vocês respondendo algumas dúvidas. Caso alguém tenha mais alguma pergunta, deixa aqui nos comentários ou me envia por email (passaportedamodablog@gmail.com).

















0

8 de dez de 2015


SAIA LÁPIS + T-SHIRT

Olá, o look de hoje está com uma pegada chic, mas que não deixa de ser casual. Resolvi fazer dessa vez um mix de estilos, misturando a saia lápis que possui uma pegada mais elegante, com a t-shirt, uma peça coringa em nosso closet. O mix desses dois estilos fez com que o look ficasse mais moderno e nada careta.  A moda hoje em dia está bem democrática e nos permite usar esse mix descompromissado e casual. 



Os acessórios também são importantíssimos para dar aquele up ao look (não esqueça disso!). Aposte nos maxi colares, cinto e/ou pulseiras, não esqueça de usá-los com muita moderação!!! Outro acessório mega importante é a bolsa e o sapato. O salto alto é o mais indicado, pois alonga a silhueta e proporciona uma boa postura. 

Então, vamos ao look?











T-shirt | Riachuelo


Saia  |Forever 21


Sandália | Schuz


Bolsa | Comprei em Sampa


Colar e bracelete | Aismy
1

7 de dez de 2015


INSPIRAÇÃO | LOOKS INVERNO

Olá, hoje trago pra vocês algumas inspirações de looks para o frio. Fiz esse post para mostrar como pude adaptar o meu estilo a uma temperatura que nunca fez parte do meu cotidiano, (mais ou menos de 5° a 15° graus).

Aqui em Fortaleza é sempre calor, então minhas roupas são um pouco "fresquinhas". Lógico, que tive que adaptar aos looks peças que iam me proteger do frio, como: meias térmicas, blusas térmicas, jaqueta de couro, casacos e botas. Más o que posso dizer, foi que não as deixei como "peça chave" no look. Procurei deixar a produção mais a minha cara o possível e de uma forma que pudesse sobreviver a temperatura ambiente.

Pra quem não sabe, sou super friorenta! Então não imaginem que estou apenas com uma meia nas produções e sim, com 4. Inclusive, todas eram térmicas, rsrsrsrr. E a parte de cima também não perde muito, saía em média com umas 3 blusas. Então por aí vocês tiram que a garota aqui não é normal, kkkkk.




Uma dica: não esqueçam de complementar a produção com óculos, chapéu e sobreposições. Isso já proporciona um diferencial a mais ao look!







No meu ponto de vista, o conforto é a base de tudo em uma viagem, porque você além de você passar praticamente o dia inteiro com aquele look, você se locomove muito apé. Então sempre opto por botas sem salto, de preferência que sejam bem confortáveis e um tênis para passar o dia, seguindo o mesmo estilo. Levo sempre acessórios em tons neutros porque combinam com tudo.



Então, espero que tenham curtido as inspirações!

0

14 de out de 2015


VIAGEM AO CHILE - EPISÓDIO 2 | ROTEIRO (UMA SEMANA)


Olá, hoje vou contar pra vocês um pouco sobre o meu roteiro ao Chile e dizer em média quanto gastei em cada passeio. 

Valle Nevado: em torno de R$400,00.

O que fiz: apenas fiquei passeando. Não esquiei porque ia sair em média uns R$800,00 aí quando soube que era esse preço, desisti na mesma hora! Kkkkk. Nesse valor que gastei estava incluso o transporte + aluguel de roupa no caso: blusa, bota e calça, (as luvas levei daqui). E lá gastei também com alimentação, só que não me recordo os valores de cada coisa especificamente. Lembro apenas que a soma de tudo deu R$400,00.

No Valle Nevado possui vários hotéis, e tem um transporte que leva você até lá. Como eu e o Allan tínhamos aproveitado bastante a neve e a paisagem, decidimos conhecer outros ambientes. Chegando lá, serviu apenas para bater fotos e apreciar a paisagem de um ângulo mais alto.

Minha opinião: se você NÃO vai esquiar, assim como eu, faça um pacote e conheça outras estações que oferecem mais tipos de diversões na neve.

Valle Nevado
Valle Nevado
Valle Nevado
Valle Nevado
Valle Nevado
Valle Nevado
Valle Nevado


Cajon Del Maipo - Embase El Yeso: R$200,00.

Esse pra mim foi o melhor passeio de toda viagem e sem sombra de dúvidas, o mais inesquecível!
Desde quando soube que ia pro Chile, esse foi o local que eu mais queria conhecer, já tinha visto em fotos e achei encantador.
Para quem não conhece ou nunca ouviu falar, o Embase El Yeso é um rio localizado na Cordilheira dos Andes, a uma altitude de 2.500 metros, no município de San Jose de Maipo província da Cordilheira, Região Metropolitana de Santiago
Eu sinceramente não consigo explicar tanta beleza. O caminho é cansativo, más é lindo, as paisagens são sem explicação, juro pra vocês! Vou deixar umas fotos aqui pra ver se eu consigo demostrar o que senti naquele lugar.


Cajon Del Maipo - Embase El Yeso
Cajon Del Maipo - Embase El Yeso
Cajon Del Maipo - Embase El Yeso
Cajon Del Maipo - Embase El Yeso
Cajon Del Maipo - Embase El Yeso
Vina Del Mar e Valparaíso: gastei em média R$150,00, incluso city tour almoço e passagens de ônibus.

O passeio é bem interessante, eu super gostei. Conheci o Oceano Pacífico, que de pacífico não tem nada, rsrsrs. No Chile é comum ter vários terremotos e o alerta de Tsunami nessas cidades são bem frequentes e estão espalhados em toda zona costeira. Graças a Deus que nesse dia não vivenciamos nenhum fato desagradável e nada aconteceu conosco. Gente, falei isso porque peguei alguns terremotos nos meus últimos instantes em Santiago, isso já no aeroporto dentro do ônibus a caminho do avião. E só tenho uma coisa a dizer, foi tenso! Coisa da pessoa não acreditar e nem entender o que está acontecendo.

Dica: aluguem um carro. Eu sinceramente preferia ter ido de transporte particular, porque íamos economizar bem mais e sem contar que você fica livre para aproveitar e conhecer melhor os locais. Esse passeio já estava em nosso roteiro para ser feito de carro. Mas aconteceu um contratempo na locadora que fomos (era a única aberta no domingo) teríamos que ter feito a reserva com dois dias de antecedência para alugar um carro, devido esse imprevisto, tivemos que ir de ônibus e optar pelo passeio feito em excursão.


Vina Del Mar
Vina Del Mar
Vina Del Mar
Valparaíso
Valparaíso

Pontos turísticos em Santigo: nós conseguimos fazer quase todos em um dia, mas se você achar que fica cansativo, dá pra dividir também. Nesse dia eu fiquei morta de cansada, acho que nunca andei tanto em minha vida (pense numa pessoa dramática, rsrsrs).

Vou colocar aqui o nome dos locais que visitamos e detalhe, fizemos tudo andando de metrô. Esse tipo de transporte em Santiago é super fácil de se locomover e sem contar na praticidade e rapidez.


Av Isidora Goyenechea

Cerro de Santa Lúcia


Cerro de Santa Lúcia


Relação dos pontos turísticos que conheci em Santigo:
  • Palácio de La Moneda e Plaza de Constituicion.
  • Plaza de Armas.
  • Museu Histórico Nacional e Catedral.
  • Cerro de Santa Lúcia.
  • Almoço no Mercado Central.
  • Shopping Constanera Center.
  • Shopping Parque Arauco.
  • Almoço no restaurante Giratório, sim, ele gira e a sensação que senti no começo não foi muito boa, kkkk. 
  • Av Isidora Goyenechea (não muito interessante).
  • Pátio Bellavista.
Os que não deu tempo de conhecer:
  • Bairro Paris-Londres e Fontes de Luz na Estação Salvador (apenas passamos em frente).
  • La Choscona - Casa de Pablo Neruda em Santiago.
  • Cerro de San Cristóbal. 
Resumindo, gastei em média R$2.500,00 (valor sem as passagens). Acredito eu, que fui muito econômica porque em nenhum momento posso dizer que ostentei nessa viagem. Tentei economizar ao máximo e comprei pouquíssimo. Então pra uma pessoa que gosta de beber, comer bastante e comprar, posso afirmar que esse valor está razoavelmente pouco pra isso.
Pegamos a cotação de: 1 BRL = 170,000 CLP

Ah, outra observação importante a se fazer; como ficamos em um apart hotel pudemos economizar um pouco mais com a alimentação, porque toda noite organizávamos o jantar. Então se você vai em uma turma, ou até mesmo com outro casal, eu indico que fiquem em um apart. As coisas no Chile são caríssimas, lógico, que com a alta do dólar tudo aumentou e a situação ficou pior pra todo mundo.

Gente, tenho o roteiro totalmente organizado em meu e-mail. Então quem pretende ir ao Chile pode deixar no post o e-mail de vocês que envio, ok? Passamos 1 semana lá, então o roteiro foi criado em cima desses dias.

Ah, já ia esquecendo de outro ponto importante, o local onde ficamos hospedados foi esse:
Rua Galvarino Gallaro 140, Providência, 7500658 Santiago. Uma perfeita localização, fica bem próximo a estação Pedro de Valdivia.

Então é isso, espero ter ajudado e respondido todas as dúvidas de vocês com relação aos custos da viagem. Isso foi apenas pra vocês terem uma noção, como a cotação que pegamos não foi muito bacana, as coisas saíram um pouco mais caras pra nós. Então que sirva de lição, deixem pra ir ao Chile quando o real estiver mais valorizado.


Beijos e até logo!


0
 
Passaporte da Moda - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo